terça-feira, 23 de maio de 2017

Do fim de semana para o fim de semana

Não consigo saír de casa sem, pelo menos, a chave de casa e o telefone.
Detesto andar com as coisas na mão, até porque se ando com mais do que uma coisa na mão o mais provável é regressar sem alguma.
E agora que iniciou o bom tempo é também altura de iniciar a temporada das caminhadas.
Tudo desculpas/razões para fazer uma bolsa de levar à cintura.


cinto com bolsa / belt bag

cinto com bolsa / belt bag

Boa semana!!





segunda-feira, 15 de maio de 2017

Os bebés crescem depressa demais

Os bebés crescem depressa demais e eu já me tinha esquecido ou eu tricoto devagar demais.
Tinha preparado este mimo e pedi as medidas à mãe para me certificar.
Foi o primeiro presente de Natal que acabei pois tive receio de não ter tempo para o acabar. A minha perícia em tricot é pouca e a noção de quanto tempo levaria a acabá-la é ainda menos.
Tanta precaução deu em que, quando chegou ao destino (na véspera de Natal) já não servia…

Uma pena não acham??


Casaco de bebé em tricot

Casaco de bebé em tricot

Casaco de bebé em tricot


A princesa ia ficar tão fofinha.

YYY

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Amêndoas sem açúcar

Por aqui as coisas andam um bocadinho “fora de tempo”.

O que vou conseguindo fazer nem sempre consigo fotografar e o que vou fotografando não consigo editar em tempo útil (que é como quem diz no momento que eu achava mais oportuno).
Mas o que é o momento oportuno?

Bem o momento oportuno para mostrar as “amêndoas” que a L. recebeu dos padrinhos é agora.
E é tão bom como outro qualquer :)


E porque as “amêndoas” não têm que ser literalmente amêndoas, o que é que a L. recebeu??



Um vaso com morangos de várias qualidades plantados.


Nós não temos um quintal onde possamos plantar mas temos uma varanda.

E numa varanda, mesmo pequena como a nossa, é possível plantar morangos ou alfaces ou tomates ou até ervas aromáticas.

Claro que não vamos ter morangos suficientes para, de uma só vez , encher uma taça, mas sabe tão bem cada vez que algum está maduro o apanhar e comer.

Todos os dias a L. vai ver se há mais morangos maduros.



E para já só ela os provou mas estes, os primeiros que apanhámos, não chegaram sequer à fotografia inteiros.

YYY

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Páscoa Doce

A tradição diz que na Páscoa há folar.
Tradicionalmente o folar é com carnes e enchidos.
Tradicionalmente são os padrinhos que dão as “amêndoas” aos afilhados.

Fazendo um pequeno desvio às tradições, por aqui o folar foi doce e foi a afilhada que ofereceu aos padrinhos.

Folar doce - Páscoa



Folar doce - Páscoa


A acompanhar um chazinho ou como sobremesa, como foi o caso.


Folar doce - Páscoa

E por aí, como foi a vossa Páscoa?

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Páscoa (para os mais pequenos)

Levar as crianças nesta altura aos supermercados é uma verdadeira aventura.
Pior do que no Natal que somos “bombardeados” com brinquedos, nesta altura a tentação são os chocolates gigantes com pseudo surpresas e amêndoas de todas as cores.

Por aqui preferimos surpresas “handmade”para os mais pequenos.



Saco - Páscoa

Saco - Páscoa

Saco - Páscoa

Saco - Páscoa



Boa Páscoa!!

quinta-feira, 30 de março de 2017

Em modo "Pausa"

A princesa mais pequena está doente.




Estou em casa há três dias e seria de esperar que já tivesse conseguido pelo menos aproximar-me da máquina de costura.
Mas não é verdade.
Entre idas à doutora, à farmácia, banhos para baixar a febre, horas a tentar “enfiar” algum comer, horas a insistir para beber água, pouco ou nenhum tempo sobram.
Mãe liga a televisão, mãe desliga a televisão, mãe preciso de assoar o nariz, mãe dá-me colinho… mãe…, mãe…, mãe…

Bem, agora tenho que ir que já me estão a chamar outra vez. “Mãe….”

YYY

domingo, 26 de março de 2017

Patchwork ♥♥♥

É uma técnica que une tecidos com uma infinidade de formatos variados. 

A tradução literal de patchwork é "trabalho com retalhos".
E se acham que se trata de uma coisa simples desenganem-se.
Os retalhos, neste caso os quadrados, têm que ser cortados com medidas exactas para que todos os cantinhos se encontrem na perfeição.
O mais divertido é a conjugação dos tecidos.
E a utilização da base de corte e da lamina rotativa facilitam e muito o trabalho
Nunca me aventurei para além dos quadrados nem tão pouco em medidas grandes.
Para já uma colcha para a cama das bonecas, mas agora que já me adaptei ao cortador rotativo, fiquei com vontade de repetir com quadrados maiores.


Patchwork - colcha de bonecas





Patchwork - colcha de bonecas

Patchwork - colcha de bonecas

Patchwork - colcha de bonecas